Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


O relaxamento

por Believe, em 31.10.13

Como prometido vim aqui deixar-vos com os pormenores do meu dia de Spa em casa! Comecei por fazer mais ou menos 35 minutos de exercício físico, depois fiz uma máscara caseira com banana e mel, tomei um bom banho com direito a esfoliação e por fim vi uma serie enquanto bebia um chá de camomila e  comia umas tostinhas com queijo fresco. Acreditem são pequenas coisas que nos fazem sentir mesmo muito melhor, aconselho!  

Autoria e outros dados (tags, etc)

Spa em casa!

por Believe, em 31.10.13

Hoje vai ser dia de mimos, isto é, vai ser o dia de spa em casa! Apesar de ter que andar a estudar (coisa que não tenho conseguido fazer muito, estou bem tramada) tenho imenso tempo livre pois como já referi passo a maioria dos dias em casa, para aproveitar esse tempo decidi que vou mimar o meu corpo. Vou aproveitar agora a manhã para estudar e a parte da tarde vai ser aproveitada para fazer exercício (não faço desde segunda, era suposto ser todos os dias mas não tive mesmo animo para tal), fazer máscara caseira para reafirmar a pele, esfoliação do corpo e um banho relaxante. São pequenas coisas que podemos fazer em casa e que nos dão logo outro animo à alma e para além do mais é sempre bom uma dose extra de hidratação do corpo. Só tenho pena que o meu gel frio da marca Dia tenha terminado ontem, ele já andava ameçar acabar e eu andava a tentar poupa-lo ao máximo e ontem foi de vez, já não larga nem uma gotinha. Comprei o gel porque via toda gente a comentar que era milagroso na celulite, pelo menos a mim não me fez rigorosamente nada nesse aspecto, mas para quem tem problemas de circulação do sangue ele alivia mesmo muito aquela sensação de pernas pesadas. Mais logo já passo por aqui a contar como foi a experiência do relaxamento e quem estiver em casa também com tempo livre aproveite para se mimar, faz sempre bem! 

Autoria e outros dados (tags, etc)

New Balance

por Believe, em 30.10.13

  Quando for a Portugal não venho sozinha estas meninas vem comigo *.*  Estou completamente "in love" por este modelito de sapatilhas e a minha marca de eleição é a New Balance! Vou sem dúvida comprar umas quando for fazer o exame, compras sempre animam uma mulher não é verdade? Deixo também uns exemplos de looks com este género de sapatilha para verem como ficam LINDAS *.*

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por Believe, em 30.10.13

  Mais um dia, nem sei o que dizer (acreditem que vindo de mim é estranho, eu tenho sempre coisas para dizer), estes dias têm sido ainda mais dificeis do que os anteriores. O F. já tomou uma decisão e nem sequer quer ver-me quando for agora a Portugal fazer o exame, estava com imensas esperanças de pelo menos nos dias em que lá fosse eu esquecesse tudo o que se tem passado mas pelos vistos ainda vai ser pior. Ele é da localidade para onde fui estudar portanto todos os sítios por onde eu passar vão ser recordações. Odeio sentir-me assim, sinto-me culpada das coisas e não consigo abstrair-me de nada, passo a maioria do tempo sozinha aqui e os pensamentos consomem-me na grande parte dos dias. 

  No dia em que ele me disse que não queria ver-me, agora na minha ida a Portugal, porque achava que eu ia ficar com esperanças e que ele prefere estar como está agora, eu senti tanta raiva (não dele, da situação porque percebi que tinha mesmo acabado). Nestes longos tempos que tenho esperando apesar de magoada eu tinha esperança de que ele decidisse perdoar-me. Só quero ser forte, acreditem, mas é complicado estar noutro país, passar a maioria dos dias em casa e depois ainda acontecer isto. Ele não era só meu namorado, era o meu melhor amigo e eu não consigo falar com ele porque para ele as coisas são tão normais que me magoa falar. É verdade que me magoa ainda mais vê-lo por aqui e não falarmos mas no momento em que ele disse que não queria estar comigo eu decidi que tinha de ser forte e me afastar. Isto porque apesar de ele não ter uma decisão para mim nós falávamos diariamente, só que isso dava-me tantas e tantas esperanças. Agora sinceramente não sei o que fazer, alias eu não posso fazer nada, tenho que tentar ser forte e ultrapassar isto. Pelo menos vou ter as minhas amigas quando chegar mas tenho a certeza que vou acabar por me cruzar com ele, aquilo é um meio pequeno e ele vai a todas as festas académicas, acho que vai ser pior o choque de entrar numa festa e o ver do que se combinássemos conversar. Mas foi a decisão dele e eu só tenho que aceitar apesar de estar a sofrer como nunca estive.Por um lado custa-me imenso vir aqui escrever o que estou a sentir (as lágrimas escorrem-me pelo rosto enquanto escrevo cada palavra) mas por outro lado eu já tenho estes pensamentos constantemente enquanto os escrevo é como se os estivesse a libertar. Costumam dizer que com o passar dos dias doi menos a mim só tem doido mais, é como se a cada novo dia eu caísse ainda mais na realidade de ter acabado para sempre. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por Believe, em 29.10.13

  Pensamentos, pensamentos e mais pensamentos - isto pode realmente fazer a nossa cabeça estoirar. Há dias em que quero mesmo ter força para me sentir bem comigo e estar a sorrir e sem coisas atormentarem-me os pensamentos mas hoje não é o dia.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Manchas no rosto

por Believe, em 29.10.13

  Alguém sabe assim de algum produto mesmo bom que elimine, ou disfarce, manchas do rosto? Manchas provocadas pelo sol e pelo acne? Estou com algumas manchas na pele do rosto devido às malditas borbulhas. Quando era mais nova e via uma borbulha lá ia eu toda contente espremer ate ficar em sangue, agora pago pelas consequências, ficaram marcas que com o passar do tempo não desapareceram. Para aí há uns dois meses comecei a usar o creme anti-manchas da Garnier mas aquilo não faz rigorosamente nada (pelo menos em mim) e gostava de saber se existia assim um daqueles mesmo bom (não milagroso mas bom). 

  Outro problema que tenho com a pele são vermelhidões nas bochechas, odeio mesmo, parece que ando sempre vermelha ou corada. Sei que existem uns cremes que dizem disfarçar mas nunca experimentei. Conhecem algum assim também mesmo bom que disfarce? Eu não gosto de andar sempre maquilhada para "esconder" estes defeitos porque tenho a pele bastante oleosa, eu maquilho-me e meia hora depois pareço manteiga derretida no verão para além de ficar feio, incomoda-me sentir a pele assim. Há por aí alguém com dicas úteis? Eu ficava muito agradecida! 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Coisas que atormentam as mulheres

por Believe, em 28.10.13

  Ainda sobre o exercício físico, entre as várias razões pelas quais comecei a tentar livrar-me (de vez) da preguiça está o facto de eu já ter tido alguns problemas com o meu corpo e ter vários complexos porque na adolescência sofria de excesso de peso. Desde criança que sempre fui muito gulosa e tinha alguns quilos a mais do que o pretendido para a idade. Sofria imenso com isso porque aos 10 já vestia roupa para 16 anos mas o que mais piorou a minha auto-estima foi a mudança da escola primária para o ensino básico. Por volta dos 14 anos, já super frustrada por ser um pouco gozada com o meu peso decidi começar uma dieta, como podem imaginar fiz tudo menos dieta. Fiquei paranóica, deixei de comer e em poucos meses perdi 15 kg. Foi uma altura horrível, não queria sair de casa, estava constantemente a medir a barriga e apesar da perda de peso tinha tudo menos orgulho do que via em mim. Entretanto na escola pirou porque agora já gozavam comigo porque era excessivamente magra, a minha mãe já não fazia ideia do que mais me fazer, e, então colocou-me a ver uma noticia sobre anorexia de como várias pessoas morriam por serem obcecadas com o peso. Fiquei super assustada por ver que aquilo podia acontecer também comigo e comecei a comer normalmente, fui ultrapassando o assunto, criei amizades e tive uma vida mais ou menos normal depois disso. O pior é que ficam sempre marcas, quando ganho um pouco mais de peso lá vem de novo aquela paranóia de que estou demasiado gorda, por isso tenho vários oscilamentos de peso que me fazem ter algumas estrias. Essas coisas deixam a auto-estima mesmo lá no fundo do poço, com a fase que estou a passar devido à minha relação com o F. ter terminado, sinto-me de novo no fundo do poço, não é nada semelhante ao que passei antes mas sinto que tenho a auto-estima mesmo em baixo e foi por isso que decidi começar a fazer exercício. Não quero voltar a deixar de comer, nem me quero sentir feia, quero lutar e sentir-me bem comigo de novo. Sei que muita gente pode achar que o final de um relacionamento não tem que deixar uma rapariga assim, mas nós não mandamos na forma como determinadas coisas nos fazem sentir. Contudo podemos mudar isso, podemos deitar umas lágrimas mas depois temos que levantar o rosto e encarar aquilo que nos tenta enfraquecer!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Vencer a preguiça!

por Believe, em 28.10.13

  Como já referi, recentemente vim morar para a Suiça. Surgiu a oportunidade de vir ajudar uma prima minha a tomar conta do meu primito de 6 anos, e tentar arranjar algum emprego na minha área que é a restauração. Entretanto chumbei na porcaria do exame de Métodos Quantitativos e tenho que ir a uma nova epoca de exame (que será já no próximo mês), este azar faz com que eu passe a maioria (mesmo grande parte) dos dias fechada em casa. Para além disto ser totalmente aborrecido faz-me não me mexer muito o que é uma chatice, não só para para a minha má circulação do sangue, mas também para a maldita da celulite se alojar no meu corpo! Foi então que decidi combater a preguiça (que acreditem, tenho muitaaaaaa! devo ser uma das pessoas mais preguiçosas do mundo) e começar a fazer algum exercício físico. Hoje foi o dia, foi muito fraquinho, fiquei logo cansada mas pelo menos suei e levantei-me do sofá. Vim aqui deixar-vos o vídeo pelo qual me segui e dos exercícios que fiz! Para todas que estão aí desse lado e tal como eu são preguiçosas, vamos todas acreditar que podemos colocar a preguiça de lado. São apenas 30 minutinhos por dia (é o meu objectivo inicial, depois vou aumentado) que nos faz logo sentir melhor e mais confiantes. A par do exercício físico comecei também a beber mais água que era coisa que eu realmente não fazia, passava dias sem tocar em água o que faz pessimamente. Vou dando noticias do meu novo eu e dos resultados caso hajam ou não. 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Métodos Quantitativos

por Believe, em 28.10.13

  Quando disse que tinha apenas uma cadeira para trás na minha licenciatura, essa cadeira chama-se Métodos Quantitativos, e é uma cadeira de matemática. A cadeira em si não é difícil mas uma pessoa quando é caloiro, é a coisa mais ingénua deste mundo, e pensa que pode deixar para o ano (sim é uma cadeira de 1º ano), que é fácil fazer no ano seguinte que a vida académica é que importa, enfim. No meu primeiro ano tive a parvoíce de no 1º semestre deixar duas cadeiras porque simplesmente achei que depois fazia, mas não foi nada assim,o 2º ano tinha cadeiras mais rigorosas, tinha cadeiras práticas que me pediam serviços fora do horário de aulas e a coisa foi-se deixando ir. Cheguei ao final do curso com o raio da cadeira ainda pendurada e ando agora arrastar isto por épocas especiais, o que é uma chatice! Sentir que não tenho o curso terminado porque fui uma caloira ingénua (ou parva vá)!

  O pior de tudo é que neste momento apetece-me tudo menos estudar, tenho mil e uma coisas na cabeça, sinto o coração apertado e não consigo parar de pensar nele (daqui para frente "ele" será o F). O F. foi a pessoa mais importante nos meus 3 anos de curso, conheci-o pouco depois de entrar na faculdade e foi a paixão mais intensa que possam imaginar. Passamos por mil e uma coisa, por altos e baixos e, sinceramente, achei que podia mesmo ser para sempre, que era possível que fosse. As coisas neste momento estão super complicadas, ele não consegue tomar uma decisão em relação a nós e eu sinto uma agonia inexplicável. Eu sinto-me tão mas tão culpada de estarmos como estamos, é horrível acordar e adormecer a pensar que as coisas podiam ser diferentes se eu tivesse sido uma melhor pessoa. Eu tenho um feitio super complicado de gerir e fui sempre super injusta com ele. Errei mesmo muito e isso deixa-me ainda mais triste, ainda pior, porque sei que se não tivesse exigido sempre tanto as coisas podiam ser perfeitas agora. Ele é aquele tipo de pessoa que quando ama dá tudo, entrega-se a 100% e eu tenho mesmo muita pena que por vezes eu estivesse mais focada em coisas menos importantes e insignificantes. É horrível perder um amor assim, acreditem, dói-me como se me estivessem arrancar o coração do peito. Esta também foi uma das razões da criação deste blog, eu poder falar sobre isto, sobre este assunto. Com ele, é impossível, ele não sabe que eu me sinto assim eu tento ao máximo mostrar-me forte até ele ter uma decisão para mim. Mas ele está lá em Portugal e eu aqui, e o meu maior medo é que esta amizade (que quase me mata por não poder dizer-lhe que o amo e que o quero comigo) passe a ser só mesmo isso, amizade, que o que ele ainda sente por mim se vá, que ele um dia me diga que vai ter de se afastar porque tem outra pessoa. Isto pode mesmo consumir uma pessoa, a mente dela, por vezes parece que não penso em mais nada, só nas coisas que fiz de errado e que não deveria ter feito. Nós dois já tivemos mil e uma oportunidades mas eu queria mesmo mais uma, mas acho que desta vez não a vou ter, estamos afastados, distantes e não acho que ele consiga voltar a ser quem foi comigo. Só espero que um dia acorde e esteja tudo bem entre nós, mas se isso não for possível espero que pelo menos esta dor dentro de mim seja menor.
  Depois disto tudo é que a vontade de estudar se foi mesmo, aiiii como eu te odeio métodos quantitativos!  

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Eu

por Believe, em 27.10.13

 

  Para me ficarem a conhecer um pouco, eu sou uma rapariga de 22 anos que está a terminar a licenciatura na área da restauração (quando digo terminar, falta-me apenas uma cadeira). Recentemente mudei-me para a Suíça, e apesar de ser louca por chocolate, não tem sido a experiência que estava à espera. 
   Sou super feminina, tenho todas aquelas paranóias que as mulheres têm de cremes, varizes, celulite e por aí em diante, por isso é normal que faça bastantes posts sobre esses temas também. Sou a típica portuguesa pequenita (1,60m), peso médio, morena e olhos castanhos. Sou muito teimosa, tenho um feitio super difícil de aturar e sou extrovertida. Não me lembro de mais nada que possa dizer para ficarem com uma ideia da pessoa que sou mas o resto fica para conhecerem ao longo dos pots que irei fazer daqui para frente. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pág. 1/2



Mais sobre mim

foto do autor


Facebook







Calendário

Outubro 2013

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031

Mensagens